quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Panorama Regional



Alerta aos prefeitos
Tenho navegado por vários sites oficiais de prefeituras da região para avaliar a qualidade das informações postadas pelos serviços de comunicação, bem como pela transparência referentes às publicações oficiais dos poderes Executivo e Legislativo. De maneira geral, as falhas decorrem da inexistência de um profissional habilitado na área de jornalismo, que saiba diferenciar a prestação de assessoria ao município e não ao prefeito. Via de regra, fazem do prefeito a notícia e não os acontecimentos envolvendo a municipalidade. Ou seja, com ou sem intenção, os prefeitos acabam incorrendo em irregularidade administrativa ao fazerem propaganda pessoal.

Exemplo
O que pode ser enquadrado nesta irregularidade é o que ocorreu recentemente com o site da prefeitura de Ribeirão Claro, no qual o prefeito da cidade Mário Augusto Pereira postou uma matéria de jornal atacando o adversário e ex-prefeito Maurício Araújo. Alertado de que este tipo de irregularidade pode ser enquadrado na Lei de Improbidade Administrativa, o texto foi retirado, mas o estrago já está feito.

Transparência?
O conteúdo do texto postado no site de Ribeirão Claro tentou desmentir informações divulgadas pelo ex-prefeito Mauricio Araújo atestando que o prefeito Mário Pereira herdou a administração com uma sobra em caixa de mais de R$ 6 milhões. Ele rebateu a notícia alegando uma série de dívidas que a gestão passada teria deixado e não divulgado. A bancada aliada à Maurício na câmara de vereadores apresentou requerimento para que o executivo informasse com detalhes quais seriam tais dívidas. Acredite, se quiser, o grupo ligado ao prefeito, em maioria, rejeitou o encaminhamento do requerimento! Fica no ar a pergunta: e a tal da transparência, como fica?

Tiro no pé
Já que os “democráticos” vereadores da situação impedem que a comunidade saiba da verdade, o próprio ex-prefeito Maurício protocolou esta semana um requerimento junto a administração para que Mário Pereira preste informações sobre os dados que divulgou no site do município na internet. Ele tem 15 dias para responder as indagações. 

Prazos processuais
Prazos processuais ficam suspensos durante feriado de carnaval. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a Portaria 146/2017 para comunicar que não haverá expediente nos dias 27 e 28 de fevereiro, durante o feriado de carnaval. A mesma portaria informa que o expediente na quarta-feira de cinzas, dia 1º de março, será das 12h às 19h. Os prazos processuais que começam ou terminas nos dias 27 e 28 ficam, automaticamente, prorrogados para o dia 1º de março.

Propaganda
Começou na terça-feira (21),  a propaganda de rua das eleições suplementares de 2 de abril em Quatiguá e nos demais municípios paranaenses que tiveram o pleito majoritário do ano passado anulado. A propaganda se estenderá até 1º de abril. O horário eleitoral gratuito e os debates ocorrerão entre 27 de fevereiro a 31 de março. A prestação de contas dos candidatos, diretórios municipais dos partidos e comitês financeiros deverá ser apresentadas ao Juízo Eleitoral até as 19 horas do dia 7 de abril e os candidatos eleitos serão diplomados até 20 de abril. O comparecimento do eleitor e o atendimento às convocações para mesários são obrigatórios.
Estarão aptos a votar os eleitores constantes do Cadastro Eleitoral em situação regular e com domicílio eleitoral no respectivo Município até 2 de novembro de 2016 (151 dias antes).

O povo paga a conta
Os consumidores sentirão novamente os efeitos negativos da redução da tarifa de energia elétrica autorizada em 2013, durante a gestão da presidente Dilma Rousseff. Na época, a redução chegou a até 20%. No entanto, no ano seguinte, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou novos e sucessivos aumentos que invalidaram a redução. O custo dessa brincadeira política que durou pouco mais de um ano, no entanto, ainda será repassado aos brasileiros. A estimativa é que a alta na conta fique em torno de 7,17% em 2017.

Rombo 
A Aneel definiu em R$ 62,2 bilhões o valor de indenizações às transmissoras de energia. Para garantir a redução da conta de luz em 2013, o governo baixou ou extinguiu encargos sobre a tarifa e renovou contratos de concessão de geração e transmissão de energia pagando menos pelo serviço. Pela medida, as concessões de geradoras e transmissoras de energia teriam seus vencimentos antecipados, mas as empresas receberiam o pagamento de indenizações por investimentos efetuados. Porém, esses pagamentos não foram devidamente amortizados, conforme detalha reportagem do jornal O Globo

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Panorama Regional



Credibilidade dos jornais
A Pesquisa Brasileira de Mídia, encomendada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República ao Ibope, aponta que os jornais impressos estão na liderança de confiança dos brasileiros como meio de comunicação. O porcentual dos entrevistados que disseram que confiam sempre ou muitas vezes nas notícias publicadas em jornais é de 59%. Rádio e televisão têm 57% e 54%, respectivamente.
A pesquisa mostra ainda que o tempo de leitura médio dos jornais impressos é de uma 1 hora e 10 minutos e, normalmente, assim como ocorre com as revistas, eles são comprados em banca, preferencialmente ao longo da semana. A informação foi divulgada pela Agência Anhanguera.

Desconfiança
Os entrevistados se dizem mais desconfiados, contudo, quando as informações são de sites, blogs e redes sociais. Em relação aos sites, 62% disseram confiar poucas vezes no que foi publicado. O índice é de 63% quando a plataforma é rede social e de 54% em relação a blogs.

Televisão
O levantamento aponta que a TV é o meio de comunicação mais acessado. Pouco mais de três quartos dos entrevistados veem televisão todos os dias. As emissoras da TV aberta são as mais assistidas, principalmente a Rede Globo.

Rádio
Em relação a rádios, aproximadamente dois em cada três entrevistados afirmam ouvi-lo, sendo que quase a metade todos os dias. Não foi identificada a emissora de rádio de maior preferência do brasileiro.

Uso de mídia
A pesquisa encomendada pela Secretaria de Comunicação da Presidência tem como objetivo conhecer como se informam os diversos segmentos socioeconômicos e as características de seus hábitos de uso de mídia. Os dados publicados agora pela secretaria são referentes a agosto do ano passado. O tamanho total da amostra foi fixado em 15.050 entrevistas, em todo o País. A maioria dos entrevistados é casada (38%), se declara como parda (40%) e católica (59%). Quanto à profissão, a maioria é autônoma (27%), seguido de trabalhadores assalariados com carteira assinada (22%). A pesquisa não divulgou a idade das pessoas ouvidas.

Liderança absoluta
Semana passada o Grupo Folha de Comunicação, que controla, entre outros veículos, o jornal Folha de Londrina, juntamente com Associação dos Profissionais de Propaganda (APP) realizou um evento para profissionais de propaganda, tendo como tema o nível de confiança das mídias, ocasião em que o gerente geral de Mercado do Grupo Folha, Luciano Kühl, falou sobre a credibilidade do jornal diante dos novos meios de comunicação. Segundo ele, hoje, mais de 2,7 bilhões de adultos no mundo leem jornais impressos todos os dias, e 1,3 bilhão lê jornais nos formatos digitais, citando dados da World Press Trends Reports. Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o jornal é a terceira instituição de maior confiança dos brasileiros. Em termos de confiança, a mídia perde apenas para as Forças Armadas e a Igreja Católica. Outro dado importante é que, de cada cinco notícias veiculadas em mídias sociais, três são falsas, enquanto que o noticiário veiculado no jornal impresso tem a confiança total do público.

Disputa
Ontem o prefeito interino de Quatiguá, o Zé Vareta, deixou o cargo para dedicar-se à campanha para as eleições suplementares de 2 de abril. Assumiu no seu lugar o vice-presidente da Câmara, Christian Coser.

Estelionato
Um mês após a posse dos prefeitos, as populações de alguns municípios estão se perguntando o que aconteceu com parte das administrações municipais, cujos prefeitos, em campanha, venderam o paraíso a seus eleitores, como se tudo estivesse a mil maravilhas, mas agora choram as pitangas, paralisam obras, demitem assessores e suspendem serviços por conta de uma crise que não existia antes.

Hipocrisia
Toda vez que um prefeito ou o governador resolve divulgar editais de licitação para escolha de agência de publicidade responsável pela divulgação dos atos administrativos, opositores caem de pau, como o está acontecendo agora com o governo estadual, acusado em torrar dinheiro público em promoção pessoal de Beto Richa. Na verdade, são campanhas institucionais, estimuladas pela legislação, o que fazem todos os governos.

Cervejas nos estádios
 A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alep aprovou a constitucionalidade e legalidade do projeto de lei que regulamenta a venda e consumo de cerveja e chope nos estádios em dias de jogos de futebol no Paraná, apresentado pelo deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Panorama Regional



Precariedade na Caixa
O nível de satisfação com a qualidade do atendimento na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Santo Antônio da Platina nunca esteve tão baixo. O que antes era atribuido a alguns bancos particulares, parece que foi incorporado pela Caixa. Justiça seja feita: a maioria dos funcionários é atenciosa, atendendo com carinho e eficiência a clientela. O problema se acentua quando a cliente precisa tem de recorrer a encarregados e gerentes.
Tem gerente que simplesmente não atende as ligações. Obter informações por telefone é uma tortura. O gerente geral, que chegou há pouco tempo na agência, é educado, mostra que conhece do ramo, mas é burocrático, só isso. Não faz esforço para agradar, conquistar o cliente. Um robô talvez fosse mais afável.

Atraso
O cliente da Caixa convive com o que existe de mais arcaico em termos de tecnologia e nem os gerentes fazem questão de esconder essa deficiência e falam abertamente que os sistemas operacionais do banco, são do tempo em que a maioria da clientela era composta por dinossauros.

Pouca prática
E eleição para escolha dos membros da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Santo Antônio da Platina demonstra que faltou mais “assessoria” aos que estão chegando agora. Aliás, dos nove integrantes, apenas o vereador Mineiro se reelegeu.

Pouca prática 2
O grupo do prefeito Zezão, maioria com cinco membros, ocupou todos os cargos da Mesa, um desnecessário desperdício já que os cargos fundamentais são a presidência e primeira secretaria. Na hora da escolha dos membros das comissões, percebeu-se a gafe. A oposição emplacou todos os cargos chaves e domina as comissões de Justiça e Redação, Finanças, Obras, e educação. O artífice da manobra foi o experiente Mineiro, que deixa claro não ser oposição ao atual prefeito.

Mordendo a língua
Durante um churrasco de confraternização para comemorar a vitória em Ribeirão Claro, o atual vice-prefeito João Carlos Bonato, ao discursar, criticou o ex-prefeito Maurício Araújo, afirmando que ele estaria entregando a administração com muitos problemas, entre os quais, dívidas de precatórios.

Mordendo a língua 2
Fiz um esforço mental ao ver o vídeo com a fala de Bonato e me lembrei de quando ele entregou a prefeitura ao adversário da época, hoje parceiro, Mário Pereira, que sofreu horrores para colocar em ordem as finanças municipais.

Repercussão negativa
O anúncio de que o segundo vereador mais votado de Santo Antônio da Platina, Everton José Panegada (PMN), vai abrir mão de sua cadeira no Legislativo para ocupar a secretaria de Obras do município surpreendeu negativamente os meios políticos locais. Ele troca um salário de R$970 na câmara pela remuneração de secretário, cerca de R$7 mil, o que não deixa de ser tentador.

Estreia
Com a saída de Panegada, quem assume a cadeira como primeiro suplente é o comerciante Edson Muniz Gonçalves (PHS), mais conhecido por Buchecha.

Ah Coitado!
Alguém mais experiente precisa falar para alguns vereadores de primeira viagem, que a atividade parlamentar tem limites e que esse lance que vão conseguir uma nave espacial para seus municípios está só na cabeça deles.

Judas
O vereador Walter Zacarias Barreto, o popular Cocão (PRB) elegeu no grupo do ex-prefeito Maurício Araújo, mas mesmo antes de assumir tratou de pular a cerca e bandeou-se pros lados do atual prefeito Mário Pereira. Isso lembra Judas, o apóstolo traidor, que trocou Jesus por 30 moedas de ouro!  

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Panorama Regional



Estou de volta
Nem sei quantas semanas fiquei ausente deste espaço. Ultimamente vinha escrevendo em um dia, em quatro não... Nos últimos tempos isso vem se tornando frequente, resultado de 35 anos de jornalismo sem interrupção, nem férias. Vale assinalar que trabalho desde pequeno. Quando as crianças estavam em suas camas, vivendo o prazer do descanso das madrugadas, lá estava eu, junto com os irmãos, tirando leite das vacas de Seo Antônio. Ainda sem forças nas mãos para tirar o leite, era o responsável por amarrar e “pojar” (técnica na qual o bezerro é colocado ao peito para estimular as vacas “soltar o leite”). Veja só: comecei falando de minha inconstância em manter regularidade na coluna e descambei para a pecuária leiteira. Em resumo o que quis mostrar é que trabalho desde pequeno e férias nunca existiu em minha vida. Em síntese: estou no limite do cansaço.

Tudo como antes!
Dando uma passada nos sites de jornais, blogs e jornais eletrônicos concluo que continua tudo a mesma coisa. Os caça níqueis continuam correndo atras dos tostões. O Valcir, com seu NP, permanece o mesmo: é visível seu esforço para agradar o Efraim, de Quatiguá, que teve o registro de sua candidatura impugnado no TSE, última instância. Ele precisa provar de qualquer jeito que Efraim é viável, tem chances de reverter na justiça a impugnação de sua candidatura. Chega ser patético.

Habeas corpus
Efraim contou pro Valcir, e ele acreditou, que havia ingressado na manhã de quinta-feira (22), com um habeas corpus junto ao TSE a fim de trancar a ação de impugnação. No final da tarde acessei o site do tribunal e não encontrei nada que confirmasse a informação. Efraim teria reafirmado que a sua situação política será definida nos próximos dias.

Injustiça
A revolta de Efraim com o drama que está sofrendo é justificável. Ele está sendo impugnado por uma suposta irregularidade na contratação de serviços fotográficos no valor de R$900, cujo emprenho e pagamento foi realizado pelo sucessor de Efraim.

Insegurança
Em Cambará o prefeito eleito José Salim Haggi Neto (PMDB) conseguiu reverter impugnação de seu registro de candidatura na última hora, quando ninguém mais acreditava nesta possibilidade. O que preocupa seu staff é o fato de que ele assume a administração com o fantasma do processo que continua correndo na Justiça Eleitoral.

Concurso para juiz
O Edital de Abertura do Concurso Público para provimento de cargos de Juiz Substituto do Estado do Paraná – 2016/2017, assinado esta semana pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos, foi veiculado no Diário da Justiça Eletrônico e será publicado no dia 23 de janeiro de 2017. As inscrições terão início no dia 1º de fevereiro e a prova objetiva está prevista para ser realizada no dia 2 de abril de 2017.

Vai entender
Recebi na tarde de sexta-feira (16), uma nota encaminhada pela delegada da polícia civil de Ribeirão do Pinhal, Lucy Atena de Aquino, contestando informações de uma reportagem de minha autoria, publicada na edição do último dia 9, na qual o jornal relata a abertura de um inquérito policial na 12ª SDP de Jacarezinho que apura supostas ameaçadas contra a policial que preside um inquérito que investiga suspeita de execução de três jovens por parte de policiais militares que atuaram numa operação em setembro em Jundiaí do Sul.

Contradição
A nota da delegada, sinceramente, é um conjunto de contradições, razão pela qual decidimos esperar alguns dias para falar pessoalmente com ela e com seus superiores. Em momento algum o jornal está cerceando o direito de manifestação da delegada, mas a direção de redação toma o cuidado de levantar as informações e levar ao público os fatos verdadeiros, sem emocionalismo.

Orçamento
O orçamento do Estado para 2017 será de R$ 56 bilhões. Apesar da cifra bilionária, o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, diz que o governo trabalhará com austeridade. “Nossa situação fiscal é melhor do que muitos estados e vamos manter o equilíbrio. Será um ano de austeridade, mas com capacidade para investir”, explica, ressaltando que R$ 7,6 bilhões estão reservados para obras e programas.

Menos comissionados
Governo vai cortar imediatamente 474 cargos em comissão das universidades estaduais. Segundo Valdir Rossoni, outros 718 cargos devem ser extintos em 2017. Por lei, as instituições de ensino superior podem nomear 2.098 comissionados. O quadro atual, contudo, aponta que há 3.290 funções ocupadas.